Deus! Por que o senhor me abandonou?

“E houve trevas sobre toda a terra, do meio dia às três horas da tarde.
Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: “Eloí, Eloí, lamá sabactâni? ” que significa: “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” – Mateus 27.45,46.

Uma das mais difíceis mensagens da Bíblia! Uma das grandes verdades da Bíblia, é que Jesus foi humano. E, por causa disto, podemos descansar sabendo que Ele, Jesus, tem o mesmo sentimento que eu e você. Quantas vezes você disse esta frase: “Meu Deus, por que o Senhor me abandonou, por que deixou isto acontecer?“. Saiba que o próprio Jesus também sentiu isso. Nada do que foi humano, foi estranho prá Jesus. Ele experimentou, em vida, o que todos os humanos experimentam.

Ele experimentou a decepçãoLucas 13.34 – quando sobre a cidade de Jerusalém Ele lamentou sua situação.
Ele experimentou a frustração, quando chamou aos seus seguidores de geração incrédula, até quando esterei com vocês?
Ele experimentou tristeza – Marcos 14.34 – Ele diz que Sua alma estava triste, profundamente triste uma tristeza de morte.
Ele experimentou abandono – Isaías 53. Por que tudo isso? Porque a cruz trouxe Jesus prá perto de mim e de você.

Depois de três horas de trevas, ele brada: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”. Dor, profunda dor. Certo filosofo inglês disse que “se os ateus tivessem que escolher uma religião, tinham que escolher o cristianismo. Porque o cristianismo é a única religião em que Deus se assemelhou, por um instante, aos ateus“. Quantas pessoas, no mundo, já não fizeram esta oração? Quantos judeus em Auschwitz não fizeram esta oração? Quantos cristãos nos países islâmicos radicais e comunistas não fizeram esta oração antes de serem degolados?

Bem, Jesus sabia que DEUS estava cumprindo Seu propósito desde antes da função do mundo, providenciando o Seu Cordeiro para a salvação do homem, por isso, precisava agir deste modo. Cristo entendeu seu sofrimento como Cordeiro de Deus, e pode descansar nesta confiança do amor do Pai aos homens passando por todas as agruras que passou. Mas, antes de partir, mudou a tônica de Suas palavras. Antes foi: “Meu Deus, Meu Deus, por que me desamparaste?“. Antes de morrer disse: “PAI, nas tuas mãos, entrego meu espírito!“.

As vezes Deus se permite nos abandonar por motivos que só Ele sabe. Mas, mesmo nessa hora, podemos “nos abandonar” em Seus braços como nosso PAI!

Pense nisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *